Últimos assuntos
» BEBEDOURO DO PORQUINHO
por ultragame Seg 18 Set - 20:41

» Infecção no canto da boca
por Merry Go Dom 17 Set - 18:19

» Coisas para porquinho no estado do Pará
por koopa60 Sab 16 Set - 9:44

» Ficha médica: Batata
por Cele Qui 14 Set - 13:55

» Ficha Médica: Harley
por Bianca Farisco Turra Ter 12 Set - 2:26

» Ficha Medica do Madruguinha
por madruguinha Seg 11 Set - 13:23

» Presença de sangue na urina
por vickcami Dom 10 Set - 14:55

» Feno Tifton Tipo A - RJ
por Byatriz Barboza Sex 8 Set - 20:45

» Comprar mais 1 porquinho da india
por Fatlitlepig Qui 7 Set - 12:56

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis

Fórum grátis

Estatísticas
Temos 6298 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de pamellita_dias

Os nossos membros postaram um total de 38600 mensagens em 2047 assuntos

Doenças comuns

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Doenças comuns

Mensagem por Lola. em Sab 15 Jun - 15:03

Antes de tudo, deixamos claro que orientamos os donos quando os porquinhos têm problemas simples, porém não substitui a consulta com o veterinário!
Pode ser que pareça um problema simples mas pode não ser tão simples assim e cada minuto é importante!
Se notar qualquer mudança de comportamento ou algo grave, não fique esperando uma resposta aqui no fórum... Leve teu porquinho ao veterinário, pois alguns problemas podem levar o porquinho a morte em pouco tempo!
Fiquem atentos!

Guia de Saúde

   É muito importante conhecer sinais de doença que seu porquinho possa manifestar. Porquinhos decaem rapidamente e demoram a demonstrar sintomas de doença. Por isso, se você desconfia que algo está errado com seu porquinho da índia, não espere! Ele não vai melhorar sozinho. Assim como nós humanos precisamos de um médico quando ficamos doentes, os porquinhos precisam de cuidado veterinário especializado com urgência caso demonstrem qualquer sinal de que algo não está indo bem.


Conheça abaixo alguns sintomas das doenças mais comuns:

SINTOMASPOSSÍVEIS CAUSAS
O porquinho não comeAnorexia, Infecção do Trato Respiratório, Má Oclusão Dentária, Outros.
Perda de pesoMá Oclusão Dentária, Outros. 
Respiração forçada, ofeganteInfecção do Trato Respiratório, Problemas Circulatórios (cardíacos), Outros.
Olhos irritados, espirrandoInfecção do Trato Respiratório, Outros.
Pêlos arrepiados, ásperosInfecção do Trato Respiratório, Outros.
Olhos embotados, lacrimejandoInfecção do Trato Respiratório, Outros.
Postura encurvada, porquinho muito paradoInfecção do Trato Respiratório, Outros.
BabandoMá Oclusão Dentária, Outros.
Fezes líquidasDiarréia (causas diversas).
Ausência de fezesAnorexia, Bloqueio Intestinal, Outros.
Ausência de urinaCálculo Urinário, Outros.
Presença de sangue na urinaInfecção do Trato Urinário, Cálculo Urinário, Problemas Uterinos (fêmeas), Outros.
Mancando, anda saltandoFerimento, Deficiência Mineral, Escorbuto, Artrite, Outros.
Pêrda de pêlos, coceiraSarna, Micose, Outros.
Perda de equilíbrioInfecção no Ouvido, Envenenamento, Outros.
Cabeça inclinada para um ladoInfecção no Ouvido, Torção de Pescoço, Outros.
Problemas no partoDistocia, Placenta Retida, Outros.

   Note que existem sintomas diferentes que podem indicar o mesmo problema, mas também há sintomas que podem ser causados por problemas diferentes. Além das prováveis causas listadas acima, há outras que somente seu veterinário especializado poderá constatar e tratar corretamente.

   Não demore a levar seu porquinho ao veterinário caso você desconfie que há algo errado. Porquinhos da índia tem por característica esconder sintomas de doenças. Esperar pode fazer ser tarde demais.


Piolhos

   Os piolhos que parasitam porquinhos da índia são em geral da espécie Gliricola porcelli (que tem 1 a 1,5mm, estreito) e Gyropus ovalis (com 1 a 1,2mm, oval), e assim como os ácaros da sarna, são considerados de acolhimento específico, ou seja, necessitam do porquinho para sobreviver. Há uma terceira espécie de piolho, o Hispidium Trimenopon, mas a infestação por esta espécie é muito rara. Os piolhos são insetos malófagos, achatados e sem asas, que raspam a pele para se alimentar do líquido das células. O piolho mais comum em porquinhos é o Gliricola porcelli. É um piolho de cor clara (branco ou amarelo-claro). A infestação geralmente não demonstra sintomas, a não ser quando ocorre em grande quantidade. Os piolhos podem causar coceira, perda de pelos e crostas na pele, devido à coceira excessiva. Os piolhos são visíveis a olho nu. São encontrados em maior quantidade ao redor das orelhas, na cabeça, pescoço e costas. Em infestações graves, podem ser vistos ao redor dos olhos. Ao exame microscópico, é possível notar ovos dos parasitas grudados aos pelos.





   Os piolhos raramente deixarão seu hospedeiro, e a transmissão acontece através do contato direto com outro porquinho contaminado, ou através de forração ou utensílios contaminados. Também podem ser transportados por uma pessoa que tratou ou teve contato recente com um porquinho contaminado. Materiais de forração que não tenham tido contato com porquinho, como feno ou maravalha comprados, não conterão piolhos. Assim como no caso da sarna, os porquinhos mais jovens ou fracos serão mais contaminados.

Tratamento

    A infestação por piolhos é facilmente tratada com Ivermectina tópica, na mesma dose usada pra tratamento da sarna. Não se esqueça de que a dose deve ser calculada com cuidado, de acordo com o peso do porquinho, e não deve ser usada em filhotes com menos de 340 gramas de peso. A ivermectina funciona melhor para piolhos quando usada topicamente, pois os piolhos são insetos que raspam a pele, e não sugadores. A Ivermectina é uma droga potente que é absorvida através da pele e exige precisão no cálculo da dosagem para evitar efeitos colaterais graves. Doses incorretas de ivermectina, mesmo em aplicação tópica, podem causar a morte.  

Tratamento Alternativo

    Assim como no caso da sarna, existem tratamentos alternativos. Criadores indicam banhos com sabonete Sarnatyl® (uso veterinário) ou Tetmosol® (uso humano). No caso da infestação por piolhos o banho pode ser dado a 7 dias, repetidos no mínimo 2 vezes. Também, não é indicado o uso de pós, sprays ou outros shampoos, pois estes podem conter elementos perigosos aos porquinhos da índia. Leia sempre os componentes.

FONTE, leia mais aqui!
avatar
Lola.
Moderador

Mensagens : 1387
Data de inscrição : 19/11/2011
Idade : 25
Localização : Jundiaí-SP / Curitiba-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sarna e Micose

Mensagem por Lola. em Ter 18 Jun - 19:32

Sarna

Sarna é uma condição causada por ácaros que pode ser bastante grave, levando até mesmo à morte se o porquinho não receber tratamento.
    O principal causador de sarna em porquinhos da índia é o Trixacarus caviae, um ácaro parasita específico dessa espécie, que cava galerias na pele, se escondendo sob a pele, provocando coceira intensa e muita dor. O Chirodiscoides caviae é um ácaro parasita que habita a base dos pêlos, cuja infestação pode provocar coceira, mas em geral, é uma infestação assintomática.
    O Trixacarus caviae pode estar presente no porquinho durante muito tempo sem ocasionar sintomas; condições de stress podem propiciar sua multiplicação dele. Normalmente, os locais preferidos pelo parasita são pescoço e escápulas (ombros), também podendo ser encontrado no abdome e na parte interna das coxas. Notam-se ferimentos e crostas secundárias às lesões provocadas por mordidas e unhadas em decorrência de coceira. A coceira pode ser tão intensa a ponto de o porquinho apresentar convulsões. Se não houver tratamento, a doença pode levar à morte em algumas semanas.
    A sarna em porquinhos não é transmitida aos humanos. Em raras ocasiões, podem causar alguma coceira temporária em pessoas sensíveis, mas este ácaro não pode se reproduzir ou viver em seres humanos.

Sintomas

  Algumas vezes, os primeiros sintomas são apenas perda de pelo localizada.



   Com o tempo, você pode notar seu porquinho se coçando muito – essa espécie de ácaro causa coceira insuportável para o porquinho. Isso pode resultar em perda de pelos, pele raspada ou mesmo feridas abertas causadas pelo ato do porquinho se coçar ou morder. Coçar uma área da pele infestada por ácaros da sarna pode causar tanta dor e irritação que seu porquinho pode parecer estar tendo um ataque ou mesmo pode chegar a convulsionar. A sarna pode fazer com que seu porquinho seja menos amigável e relutante em interagir com o dono. Infestações graves podem ser fatais.


(Porquinho da índia Sol, abandonado com sarna severa e outras lesões. 
Foto gentilmente cedida pela cuidadora Gláucia, RJ.)

   Se você suspeita que um porquinho tem sarna, trate a todos imediatamente, pois outros podem ser portadores sem demonstrar sintomas.
    O ácaro da sarna pode ficar dormente em porquinhos saudáveis por meses e até mesmo por anos sem se manifestar, sendo desencadeada a sarna no caso de o porquinho adquirir outra doença, durante gestações ou em situações de stress, que baixam a imunidade. Por isso é comum haver outras doenças em atividade junto à sarna, como a micose.
    As infestações mais graves ocorrem em animais muito jovens ou animais idosos, em más condições de alojamento e alimentação, talvez por terem menos defesa imunológica. Infestações em porquinhos saudáveis costumam ser menos severas. A morte em decorrência da sarna pode acontecer por desidratação grave devido às feridas e também porque o porquinho pode deixar de comer pela extrema dor e desconforto.

Tratamento

    O diagnóstico é feito pelo veterinário, por raspagem da pele. Os parasitas nem sempre são encontrados com facilidade, pois costumam ser pouco numerosos e se localizam profundamente na pele.
    Ivermectina 1% é o tratamento de escolha. Seu veterinário poderá indicar o uso por injeção, via oral ou uso tópico (neste caso geralmente colocada na pele atrás das orelhas). São necessárias múltiplas doses porque a ivermectina não mata os ovos. O tratamento deve se prolongar durante todo o ciclo do parasita, que é de 14 dias. Duas ou mais doses, com espaço de 7 a 10 dias entre elas são necessárias.
    A ivermectina não deve ser usada em filhotes com menos de 340 gramas de peso nem em porquinhas que estejam amamentando. Estudos indicam que pode ser usada em porquinhas da índia grávidas.
Consulte seu veterinário. O uso incorreto de ivermectina pode levar à morte.

OBS: Faça uma ficha médica para seu porquinho, poste uma foto e o peso do mesmo para que possamos auxiliá-lo no diagnóstico e tratamento correto. NUNCA use Ivermectina sem confirmar a dose (que é feita de acordo com o peso)

FONTE, leia mais sobre sarna!

Micose

   Micose, ou dermatofitose, é uma infecção causada por fungos. Em porquinhos da índia, a micose pode se apresentar com crostas ou tufos de pêlos colados por exsudato (uma espécie de transpiração da pele), que quando seca, deixa as lesões com aspecto seco e escamoso. Com tratamento, esses tufos caem e os pêlos voltam a nascer em cerca de 2 a 4 semanas.
    Algumas vezes há complicações secundárias, como hipersensibilidade e infecções bacterianas, tornando-se assim pruriginosa, ou seja, com coceira intensa.

   O fungo causador na maior parte dos casos é o Trichophyton mentagrophytes, sendo que o Microsporum canis também pode ser encontrado. Estima-se que 15% dos porquinhos da índia são portadores sadios destes fungos, ou seja, possuem os agentes causadores, mas não desenvolvem a doença. A dermatofitose é uma infecção freqüente em porquinhos da índia jovens mantidos em condições ambientais inadequadas, inclusive sendo encontrada muitas vezes em lojas de animais. Stress, dieta, o ambiente, calor e umidade, a infecção por parasitas externos em simultâneo, a idade (os velhos, jovens e grávidas) podem predispor os porquinhos à infecção.
    A prevenção inclui tratar prontamente qualquer outro problema de saúde (como parasitas) ter bons cuidados de higiene e diminuir umidade do ambiente em que ficam. O período de incubação dos fungos para micose é de 7 a 14 dias. Este fungo libera um grande número de esporos no meio ambiente que podem ficar inativos durante anos. Por isso, a desinfecção da área onde vivem os porquinhos, o alojamento e acessórios é muito importante. O diagnóstico é feito pelo veterinário, que pode fazer raspagem da área afetada para cultura, averiguando qual fungo está ativo.

Tratamento

  Tanto as lesões como a área ao redor devem ser tratadas, e o ambiente deve ser desinfetado. Seu veterinário pode indicar o uso de um shampoo suave para ajudar a soltar áreas incrustadas. Ao tratar de porquinhos com micose, coloque uma luva protetora ou lave as mãos sempre e muito bem. Lembre-se de que a micose é contagiosa, e animais afetados devem ser separados dos outros.
    Limpe todo o alojamento e acessórios, deixando numa solução fungicida ou desinfetante (como água sanitária) por 15 minutos, enxaguando bem depois. Remova toda a forração, descarte materiais de madeira (os esporos dos fungos são muito difíceis de remover da madeira).
    Para o tratamento do porquinho, existem muitos medicamentos anti-fúngicos. Se a área afetada for pequena, pode-se limpar o local com uma solução diluída de gluconato de clorexidina 2%, secar, e aplicar uma pomada de nitrato de miconazol duas vezes ao dia, por pelo menos 15 dias. Não pare o tratamento mesmo que os pêlos voltem a nascer.
    No caso de haver muitas áreas afetadas pelo corpo, pode-se utilizar um shampoo à base de cetoconazol (Nizoral, shampoo de uso humano). Os banhos podem ser dados uma vez por semana, por 3 a 4 semanas. Em casos mais graves, pode ser necessário o uso de medicações por via oral.

ATENÇÃO: Sempre consulte seu veterinário. Se possuir alguma dúvida sobre o tratamento, pergunte ANTES de inciá-lo. Na dúvida, não faça.

FONTE, leia mais sobre micose.
avatar
Lola.
Moderador

Mensagens : 1387
Data de inscrição : 19/11/2011
Idade : 25
Localização : Jundiaí-SP / Curitiba-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Infecção do Trato Respiratório

Mensagem por Isabela Luccas em Dom 21 Jul - 15:05

Os porquinhos da índia são muito sensíveis às infecções respiratórias causadas pelas bactérias Bordetella bronchiseptica e Streptococcus pneumoniae. Porquinhos não pegam vírus. As infecções respiratórias são de difícil tratamento e se não houver cuidado rápido, podem ser fatais.
 
Sintomas:

• Dificuldade ou recusa a comer e beber (anorexia);
• Diminuição ou ausência de fezes (por não estar comendo);
• Respiração dificultosa, ofegante, chiado;
• Espirros, tosse;
• Olhos embotados, quase fechados;
• Olhos saltados ou fundos;
• Secreção nasal ou ocular;
• Pêlos ásperos ou arrepiados;
• Letargia, postura encurvada;
• Também pode ocorrer abortamento e problemas uterinos (fêmeas).

Leve seu porquinho a um veterinário especializado imediatamente se você notar algum desses sintomas. A rapidez em iniciar o tratamento pode ser decisiva. Se seu porquinho não estiver comendo, alimentá-lo a mão é fundamental.
 
Tratamento:

O veterinário irá avaliar os sintomas, fará um exame físico, e deverá solicitar uma radiografia para verificar se há líquido nos pulmões, e também poderá fazer uma cultura para verificar qual bactéria está ativa, e assim saber qual antibiótico será mais eficaz. O tratamento é à base de antibióticos (não se esqueça de que há antibióticos proibidos para porquinhos da índia) e deve durar no mínimo 15 dias.

Fonte [url=http://www.porquinhosdaindia.info/infec%C3%A7%C3%A3o do trato respiratorio/]AQUI[/url]
avatar
Isabela Luccas
Moderador

Mensagens : 1879
Data de inscrição : 24/09/2012
Idade : 21
Localização : Rio Claro SP

https://www.facebook.com/groups/disneypig/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Problemas Cardíacos

Mensagem por Isabela Luccas em Dom 21 Jul - 15:12

Existe pouca informação publicada sobre problemas cardíacos em porquinhos da índia. As causas não são claras, embora causas genéticas parecem estar envolvidas. Existem sistemas de diagnóstico usados para avaliar coelhos com problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca congestiva, cardiopatias congênicas, arritmias, doenças do miocárdio e doenças das válvulas cardíacas, e estes mesmos sistemas podem ser usados para avaliar porquinhos da índia.
    
Sintomas de problemas cardíacos incluem:

• Perda de energia;
• Respiração difícil;
• Tosse ou chiado no peito;
• Doenças crônicas do trato respiratório;
• Presença de líquido nos pulmões;
• Letargia, diminuição da atividade;
• Perda de apetite e perda de peso;
• Má oclusão dentária;
• Aumento do tamanho do coração visualizado em radiografia;
• Extremidades do corpo e mucosas, como as margens da orelha, podem ficar azuladas ou mesmo feridas por causa de má-circulação;
• Dificuldade de voltar de anestesia;
• Dorme profundamente, não foge à tentativa de ser pego.
 
 Observe que alguns sintomas são comuns à problemas respiratórios. Portanto, peça sempre ao veterinário para que cheque ambas as condições.

Todo porquinho com problemas respiratórios recorrentes deve ser avaliado quanto a problemas cardíacos.

O veterinário irá escutar o coração do porquinho com um estetoscópio, verificando se há anormalidades, como arritmia ou sopros. Ele também observará as mucosas, pois palidez ou uma cor azulada podem indicar má-circulação do sangue. Outras ajudas para diagnosticar problemas cardíacos são radiografia, ecocardiograma e eletrocardiograma.
Na radiografia, o veterinário poderá verificar se há presença de líquido no pulmão ou aumento do volume cardíaco.
O tratamento é à base de medicações próprias, como Lasix, Enalapril e Lotensin. Consulte seu veterinário.


Radiografia da porquinha da índia Mel, mostrando aumento do volume cardíaco.
Foto gentilmente cedida pela dona Rita Carvalho.


 Fonte AQUI
avatar
Isabela Luccas
Moderador

Mensagens : 1879
Data de inscrição : 24/09/2012
Idade : 21
Localização : Rio Claro SP

https://www.facebook.com/groups/disneypig/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Queilite

Mensagem por *Paty Abib* em Sab 24 Ago - 0:21




(imagens baixadas do Guinea Lynx)

     Queilite, denominação dada a um processo inflamatório de origens fúngica, bacteriana ou viral. Tem de ser tratada pois pode ser infecciosa (se for de origem viral, por exemplo).

     A ingestão de cítricos é benéfica, mas o complicado é como o alimento é preparado para o porquinho.  Ao roer as cascas de laranja ou da maçã, por exemplo, podem ferir a mucosa oral, e o ácido cítrico presente nas frutas penetra nessas fissuras, provocando a "queimadura", irritação e até mesmo a contaminação por bactérias que vivem livres no ambiente.

     Existe o tipo de queilite provocada por vírus, que pode ser fatal pois está associada ao aparecimento do câncer. Mas isso é mais raro.

     A mais comum é a queilite de origem fúngica, também chamada de candidíase.

     Você pode tratar com Nistatina oral. Embeba as hastes de um cotonete e aplique sobre as bolhas, quatro vezes ao dia.  Examine se existem bolhas ou manchinhas brancas (cândida) dentro da boquinha do porquinho. Se tiver, terá de embeber novos cotonetes e passar por dentro da boquinha. NUNCA use os mesmos cotonetes utilizados para aplicar a medicação nas bolhas do lado externo da boca, certo?

     Após usar a nistatina, feche bem o vidro e o guarde dentro da caixa em local abrigado da luz e arejado.

     Se em sete dias você notar que não houve regressão das bolhas, leve-o ao veterinário especialista em animais exóticos/selvagens para avaliação.  Leve consigo a relação de Medicamentos tóxicos para porquinhos!

Informações fornecidas por Cavia

*Paty Abib*
Membro veterano
Membro veterano

Mensagens : 2768
Data de inscrição : 16/10/2012
Idade : 32
Localização : São José dos Campos/SP

http://festeiras.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Doenças comuns

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum